.

canções i comentários

Rui Catalão

Canções i comentários é um acto de resgate cultural; um documentário cénico sobre a música de Blarmino; uma narrativa sobre o seu talento e insucesso; um exercício de interpretação, escuta e encenação das suas canções, com suas histórias e anedotas; uma digressão pela memória recente de uma geração que nasceu depois do 25 de Abril e que parece cultivar o auto-apagamento; uma celebração musical colectiva.
Através das canções e das histórias de Blarmino, músico e escritor de canções, Canções i comentários propõe fazer eco da voz, da palavra, da poesia, e do sentido histórico de uma geração inteira de jovens adultos sem ocupação aparente, sem emprego, que passou a sair à rua para expressar a urgência de encontrar uma presença activa na sociedade, mas que parece perdida na reivindicação de um caminho, para além da fuga – ou para dentro de si mesma, ou para fora do país.
Não se trata de reivindicar o mundo como ele deveria ser, mas de encontrar um lugar nele. Como canta Blarmino numa canção já escrita de Londres para os portugueses em 2012: “Boy/ Vou-te contar como até dói/ A bicharada emergiu do esgoto e invadiu/ o Cristo-rei// E uma a uma/ Até já não sobrar nenhuma/ Lá fui comendo a sumaúma / Da almofada em que repousei...// Toca lá essa/ Antes que esqueça / Iá, curto cenas maradas/ O que é que se faz por aí?”

 

Autoria e direção cénica: Rui Catalão
Música: Pedro Oliveira (sobre gravações de Blarmino)
Luz: Cristóvão Cunha
Som: João Bento
Legendagem: Urândia Aragão
Fotografia: Patrícia Almeida
Residência artística: O Espaço do Tempo
Produção: [PI] Produções Independentes | Tânia M. Guerreiro   
Coprodução: Teatro Maria Matos

 

canções i comentários

©Patrícia Almeida

©Patrícia Almeida